realismo político?

Nestes últimos treze anos de Realpolitik – elevada à enésima potência pelo espetáculo debordiano da propaganda política, da arte publicitária em network e da militância de hashtag que nos trouxeram diretamente e sem paradas (mas muitos terremotos) a esta eleição – a única certeza política que tenho é que entre João Paulo “mãos sujas e apoio a totalitarismos” Sartre e Alberto “homem rebelde e dignidade trágica” Camus, sempre achei o segundo melhor escritor, pensador, homem político e mais bonito.

Resultado de imagem para camus sartre